Em 2015 foram criadas mais de 37 mil sociedades

    Em 2015 foram criadas mais de 37 mil sociedades

    Segundo o relatório da Informa DB «O empreendedorismo em Portugal, 2007-2015», entre 2007 e 2015 foram constituídas em média 34 mil empresas por ano. Em 2015 foram constituídas 37924 empresas e outras organizações, o melhor ano desde 2007.  Destas, 49% são sociedades unipessoais.

    Os Serviços (26,7%) e o Retalho (16,1%) continuam a ser os setores com maior criação de empresas, apresentando, no entanto, crescimentos médios anuais reduzidos (+1,4% e +1%, respetivamente). O alojamento é o terceiro setor com mais representação. O Norte continua a ser a área com maior número de novas entidades, seguido da Área Metropolitana de Lisboa e ao Centro, respetivamente, 33% e 17%. As novas sociedades são responsáveis, em média, por 18%
    do emprego criado anualmente pelas empresas. Uma percentagem que ascende a 46%, quando consideradas as empresas jovens (com menos de cinco anos). De salientar que a exportação já representa 63% do volume de negócios das novas sociedades.

    Cerca de dois terços (67%) das empresas sobrevivem ao primeiro ano de atividade, mais de metade (52%) ao fim do terceiro ano e apenas 41% transpõem o limiar da idade adulta, sobrevivendo ao quinto ano, sendo que esse valor desce para 33% ao fim de sete anos. O setor com maior taxa de sobrevivência é o da Agricultura, pecuária, pesca e caça, enquanto que, o alojamento, restauração e construção têm a menor taixa.

    A análise sobre o volume de negócios indica que o crescimento médio é de 136%, 15% na idade jovem e apenas 7% na idade adulta no primeiro anoe é quase cinco vezes maior no final do sétimo ano. Quanto ao número de empregados, as empresas crescem, em média, 34% no primeiro ano de vida, 8% na idade jovem (até cinco anos) e 7% já na idade adulta.

     

    Fonte: Informa DB, «O empreendedorismo em Portugal, 2007-2015», julho de 2016, 2ª edição