A atividade turística regista crescimento em setembro

    Em setembro ficaram alojados, em Portugal, 2,9 milhões de hóspedes e foram registadas 7,6 milhões de dormidas, o que representa aumentos de 5,2% e 3,3%, respetivamente.

    O Algarve concentrou 33,8% das dormidas, a maior percentagem de dormidas do país.

    De acordo com os dados divulgados pelo INE , por tipo de estabelecimento, as dormidas na hotelaria (82,6% do total) registaram um aumento de 1,7%. As dormidas nos estabelecimentos de alojamento local (peso de 14,4% no total) cresceram 13,0% e as de turismo no espaço rural e de habitação (quota de 3,0%) aumentaram 5,8%.

    Por regiões, foi possível evidenciar um aumento das dormidas em todas as regiões com exceção da região da Madeira, decrescendo 4.1%. O destaque foi apresentado pelo aumento de dormidas na região Norte, atingindo os 8%.

    A região algarvia apresentou também valores positivos. No total de dormidas em setembro evidenciou um crescimento de 2,7%, como também no conjunto dos nove primeiros meses do ano, atingiu os 2,5%. Na diferenciação entre residentes e não residentes, foram os residentes que apresentaram um maior aumento de dormidas com 5,5%, em contrapartida dos não residentes com uma ligeira subida de 1,5%.

    Concelho de Albufeira representa de 13,6% das dormidas em setembro

    Os municípios de Lisboa e Albufeira são os mais representativos na concentração das dormidas no período acumulado entre janeiro e setembro. Os dois municípios representam aproximadamente 33,3% das dormidas de não residentes neste período.

    Dos 22 municípios nacionais mais representativos, 8 são municípios da região algarvia, com Albufeira, Loulé e Portimão a demonstrarem os números de dormidas mais significativos.

    Novos Mercados: Mercado chinês e norte-americano com crescimento mais acentuado. Alemães e Franceses com menos número de dormidas.

    Em setembro, destacaram-se os mercados chinês e norte-americano com as maiores subidas, 23,8% e 21,1% respetivamente. O mercado norte-americano foi o quinto maior mercado no mês avaliado e desde o início do ano cresceu 19,4%.

    Outros destaques nas dormidas de não residentes, são os exemplos do mercado brasileiro (+14,2%), irlandês (+13,3%) e canadiano (+11,2%) em detrimento do recuo de dormidas dos hospedes alemães (-8,1%) e dos hospedes franceses (-1,2%), que também apresentam uma diminuição ao longo dos nove primeiros meses do ano de 6,8% e 1,2% respetivamente.

    Fonte:

    INE