Barómetro Informa D&B analisa dinâmica do tecido empresarial no primeiro semestre de 2016

    Barómetro Informa DB analisa dinâmica do tecido empresarial no primeiro semestre de 2016

    De acordo com o Barómetro Informa D&B, agora publicado, no primeiro semestre de 2016, os nascimentos desceram, ainda que evoluindo de modo irregular, quer ao longo do período, quer setorial e regionalmente, comparativamente a 2015. O mesmo se passou com os encerramentos, que subiram ligeiramente. Já as insolvências mantiveram a tendência de queda, ao passo que os comportamentos de pagamento das empresas registaram melhorias.

    Nos primeiros seis meses de 2016, foram criadas 20.377 novas entidades face ao primeiro semestre de 2015. Regionalmente também se apresentaram cenários díspares em termos de constituições: enquanto a Área Metropolitana de Lisboa subiu (+4,7%), o equivalente a mais 316 entidades), o Norte desceu (-5,5%, o equivalente a menos 398 entidades), assim como o Centro (-10,5%, o equivalente a menos 400 entidades). O setor que cresceu de forma mais robusta neste indicador foi o das Atividades imobiliárias (+31%). Entre os setores que mais contribuíram para a redução dos nascimentos destacam-se o Retalho (-415 entidades), Agricultura, pecuária, caça e pesca (-277 entidades), Serviços (-230 entidades) e Indústrias transformadoras (-172 entidades).

    No primeiro semestre de 2016 foram encerradas 6.708 empresas e outras organizações, o que corresponde a +1,2%.  Os setores que tiveram mais encerramentos foram as Indústrias Transformadoras (mais 132 entidades extintas), Alojamento e restauração (mais 80 entidades extintas) e Grossista (mais 80 entidades extintas). Já as descidas mais pronunciadas ficaram a cargo da Construção (menos 82 entidades extintas), Retalho (-34 entidades extintas) e Serviços (-22 entidades extintas). Norte e a Área Metropolitana de Lisboa encabeçaram os encerramentos por regiões. A região do Alentejo foi, porém, aquela onde mais se intensificaram os encerramentos (+17,1%, o correspondente a mais 51 entidades).

    Entre janeiro e junho de 2016 iniciaram-se 1.811 processos de insolvência, refletindo uma contração de 24% relativamente a igual período do ano anterior.

     

    Fonte e mais informações: Biblioteca Informa DB