PIB cresceu 15,5%: a maior subida do século

    Fabio Coelho

    O INE (Instituto Nacional de Estatística) estima que o PIB tenha crescido 15,5% no segundo trimestre, resultando na maior subida desde 1996.

    Esta irregular subida do PIB deve-se ao desconfinamento e à consequente retoma das atividades, bem como aos números baixos apresentados em 2020, devido ao confinamento proporcionado pela pandemia. Face ao trimestre anterior, a subida foi de 4,9%, divulgou o INE.

    A procura interna contribuiu de forma muita positiva para o crescimento da economia e registou-se também um aumento mais significativo das exportações de bens.

    No dia 31 de agosto serão divulgados dados mais concisos sobre as contas nacionais e o aumento do PIB.

    Poderá ver aqui o relatório completo do INE sobre a estimativa do PIB.