Turismo Fundos tem 60 milhões para operações de venda e arrendamento de imóveis

    Turismo Fundos lançou a OpenCall202020, colocando à disposição das empresas, principalmente das PME, a liquidez disponível nos fundos de investimentos imobiliários que gere, permitindo o acesso a um instrumento financeiro que se carateriza pela venda e subsequente arrendamento de longo prazo de um imóvel, com salvaguarda do direito de recompra do mesmo.

    Este instrumento financeiro, com uma dotação de 60 milhões de euros, é gerido pela ‘Turismo Fundos’ e caracteriza-se pela “venda e subsequente arrendamento de longo prazo de um imóvel, até um montante máximo de 5 milhões de euros e um prazo de arrendamento até 15 anos, com salvaguarda do direito de recompra do mesmo”.

    As operações a realizar traduzem-se na aquisição de imóveis, para subsequente arrendamento, até um montante máximo de € 5.000.000, através dos fundos de investimento imobiliário geridos pela Turismo Fundos. O preço de aquisição corresponderá, no máximo, a 90% da média simples do valor das avaliações do imóvel.

    A renda anual será paga mensalmente e corresponderá à aplicação de uma taxa sobre o valor da operação entre o mínimo de 2,5%, para o caso das operações de imóveis localizados em territórios de baixa densidade, e o máximo de 4% para as restantes operações. A renda será atualizada anualmente de acordo com o coeficiente de atualização previsto para o arrendamento urbano.

    Será facultada, à empresa inquilina, a opção de compra do imóvel, que poderá ser exercida a partir do terceiro ano de vigência do arrendamento e até ao termo do prazo do contrato de arrendamento.

    Mais informações em Turismo Fundos.