União Europeia aprova pacote total de 1,82 biliões de euros

    O Conselho Europeu chegou a acordo sobre um pacote total de 1,82 biliões de euros para retoma da economia comunitária pós-crise da covid-19.

    Portugal vai conseguir, com o orçamento da União Europeia, a longo prazo, e o Fundo de Recuperação, 45 mil milhões de euros em subsídios, destinando 300 milhões à região do Algarve, devido à quebra no turismo.

    Dos 45 mil milhões de euros que o país irá receber incluem-se 15,3 mil milhões de euros em transferências a fundo perdido, bem como 29,8 mil milhões de euros em subsídios do orçamento da UE a longo prazo 2021-2027.

    O primeiro-ministro português anunciou um programa específico para a região do Algarve, suportado por 300 milhões de euros adicionais na área da Coesão, e que visa “apoiar a diversificação da sua economia, melhorar infraestruturas e fazer investimentos necessários no setor da saúde”.

    Nesta reunião histórica, foi então aprovado um Quadro Financeiro Plurianual para 2021-2027 de 1,074 biliões de euros e um Fundo de Recuperação de 750 mil milhões, com pouco mais de metade em subvenções.

    A presidente da Comissão Europeia afirmou que este acordo para a retoma da economia comunitária pós-crise covid-19 “é uma oportunidade única para modernizar a Europa”.